Como manter a libido em alta


É comum em meu consultório atender mulheres com um nível de estresse bem elevado em meio a tantos compromissos e atribulações do dia a dia. Elas dizem que chegam em casa “morta com farofa”, mas o que percebo na grande maioria é mesmo aquela falta de entusiasmo para começar o rala e rola com o gato, marido, namorido, enfim, percebo certa “preguiça” quando elas falam que o difícil é o ponto de partida, mas quando começam normalmente pensam: Nossa! É tão gostoso, porque afinal eu estava me recusando a algo tão maravilhoso?

Talvez seja fácil pensar que você só precisa começar, mas sabemos que nem sempre dá, porque tem hora que a vontade é mesmo relaxar e dormir para esquecer o dia estressante. Mas se essa negação ao prazer virar rotina a tendência é se agravar e com isso a queda do desejo vai só aumentando. O casal se distancia, o relacionamento esfria e, na melhor das hipóteses, passam a viver e interagir apenas como irmãos. Tenho presenciado casos em que o casal ao se darem conta estão meses e até anos sem relações sexuais.

Considere que compromissos e problemas existem, mas o fato é que não importa a quão ocupada ou envolvida você esteja com o trabalho ou mesmo com as crianças. O importante é buscarmos um equilíbrio para alinharmos nossa intimidade e proximidade com um sexo gostoso. Sabemos que não é tão fácil assim, pois uma coisa é pensar e outra é agir. Mas nos empenhamos por tantas coisas e afazeres então porque não nos empenharmos também para o sexo?

Se você tomou consciência de que o desejo está baixo, não desanime. Existe um lado bom: você acordou. Então é hora de se mexer, veja por onde começar:

1. Faça EXAMES GINECOLÓGICOS regulares e não deixe de se consultar com um endocrinologista para verificar como estão suas taxas de hormônios (progesterona, estrogênio, testosterona, tireoide, entre outros).

2. Os exercícios de POMPOARISMO são ótimos para aflorar o desejo, obter o autoconhecimento e aumentar a lubrificação vaginal.

3. FANTASIAR - Pensar mais em sexo, leituras e bons filmes eróticos ajudam e muito nessa tarefa. Recomendo os filmes da Érika Lust, diretora feminina que produz filmes com cenários e histórias incríveis.

4. PRELIMINARES - É o antes que determina o depois. É o relacionar-se sexualmente sem tirar a roupa. É a continuidade da fantasia, mas agora os pensamentos ganham vida. Passar recadinhos pelo WhatsApp, um e-mail provocador, um áudio picante são formas bem interessantes de se começar as preliminares.

5. Mesmo que esteja tudo bem com o seu organismo, solicite ao seu médico um COMPLEXO VITAMÍNICO para você repor suas energias.

6. O ideal é que se faça alguma ATIVIDADE FÍSICA, escolha uma que te dê prazer, uma caminhada, dança, academia.

7. Tenha PRIVACIDADE suficiente para que a intimidade do casal não fique comprometida, sendo assim, filhos devem dormir no seu próprio quarto e estabeleça regras claras de boa convivência, por exemplo: “porta fechada é um direito seu, não se abre”.

8. Sabemos que a crise está em nossa porta e, às vezes, fica difícil sair. Se esse é o caso, crie um clima dentro do seu próprio quarto, com aromas, decoração da cama com pétalas que se estendem pelo chão, uma linda lingerie e para APIMENTAR AINDA MAIS A RELAÇÃO e descobrir novas sensações não deixe faltar os cosméticos e produtos sensuais.

9. Tenha um momento só seu para o AUTOCONHECIMENTO, no banho explore todas as partes do seu corpo com bastante calma. Depois do banho, ainda no banheiro coloque uma música para você, comece a massagear o seu corpo com um óleo da sua preferência, alternando a massagem com o toque mais leve até um mais arrojado. Dessa forma você vai sentir onde e de que forma você gosta mais de ser tocada.

10. ASSERTIVIDADE - Mande para bem longe o silêncio do casamento, converse e crie bastante intimidade expressando seus desejos, anseios e fantasias.

#Desejo #Estresse #Preliminares #Autoconhecimento #Libido #Anseios #Educaçãosexual

Posts Em Destaque